Hey gurias =D Mais que felicidade de fazer participação aqui no blog hein! Então vamos lá, me chamo Luiza Cristiane (ou Lu ), estudante de Direito, moro num ‘apertamento’ com meu irmão mais velho (chato essa parada) e estou disposta a compartilhar algumas coisas que irão facilitar nossas vidas, dicas de organização, maquiagem e muito Faça Você Mesmo.  Bom, hoje trago pra vocês um DIY de tiara para copa, sim eu sei que está manjado esse assunto, mais só quem não é realmente brasileira que não vibra o coração num jogo do Brasil, e é claro que não podemos fazer feio na hora da torcida, então vamos. Mãos a obra.   
Materiais:  75 de elástico de duas cores (50 cm verde 15 amarelo 10 branco) 
Cola para atersanato ou cola quente  
Agulha e linha de costura 
Imagem 
Passo a Passo: 
Corte 40cm de elástico verde junte as pontas e costure. 
Imagem 
Corte 15cm do elástico amarelo, cole as pontas. Logo após, cole o meio. 
Imagem 
Corte 10cm do elástico verde e repita os passos feito anteriormente com o elástico amarelo. Cole unindo um ao outro. E por fim arremate usando o elástico branco. 
Imagem 
Só lembrando que pode ser trocado as cores e substituir os elásticos por fitas de cetim ou fitilhos, só deixar a imaginação fluirrrr. Espero que tenham gostado, beixus amorinhas.Imagem
Share on FacebookPin on PinterestShare on Google+Tweet about this on Twitter

DO ROCK AO FOLK: conheça o Agridoce!

Eaê gente! Vim falar, conversar sobre, aconselhar e conhecer mais sobre um assunto que só não gasta quem não tá vivo: MÚSICA! 
E para dar o ponta pé inicial trouxe uma banda que não é nada nova, afinal está aí desde 2011, mas muita gente gosta. Imagino que a maioria de vocês, leitoras, já ouviu pelo menos uma música dessa banda. Hoje é dia de falar da Banda Agridoce, que é um projeto paralelo da cantora roqueira Pitty junto com seu guitarrista Martin. Pra quem desconhece, a Pitty traz o Folk romântico e introspectivo nas músicas onde ela é vocalista e pianista enquanto o Martin  toca violão.  
Imagem 
As músicas são inspiradas nas de Leonard Cohen, Nick Drake, Jeff Buckley e Elliott Smith. A primeira e mais conhecida música do projeto foi ‘’Dançando’’, e é essa mesma música que eu trago para vocês ouvirem e conhecerem essa banda fofa com essa vibe delícia.Imagem 
Curtiram a Agridoce? Eu acho tão lindas as músicas!  
Adoro a Pitty cantando rock, mas cantando esse Folk fofo é ainda mais linda! 
Beijos, gente! 
Share on FacebookPin on PinterestShare on Google+Tweet about this on Twitter

Resenha do Livro Não se Apega, Não.

Olá meu amores!
É uma grande honra poder fazer um post para o Âncora na Bolsa. Tô muito feliz! E hoje eu vim fazer a resenha do livro Não se Apega, Não da Isabela Freitas.
Logo que lançou eu vi muita gente falando dele e fiquei mega curiosa para lê-lo. Então, enfim, consegui comprar e hoje vou falar um pouquinho dele para vocês.
O Não se Apega, Não é o primeiro livro da blogueira e youtuber, Isabela Freitas. Uma mineira de Juiz de Fora, de 24 anos e personalidade fortíssima. O livro é da Editora Intrínseca e tem 253 páginas.
Resumo do livro: Tudo começa com um ponto-final, a decisão de pôr ao namoro de dois anos com Gustavo. Todos falavam que ela tinha enlouquecido, pelo de de eles serem um casal “perfeito”. Mas ela tenta mostrar para todos que é  uma mulher desapegada. Porém por trás desse mulher desapegada existe uma menina infeliz.
E é a partir daí que ela decide apertar o botãozinho do amor-próprio. Mas não é tão fácil assim quando se acha que o mundo é um conto de fadas, e acredita que existe um príncipe encantado.
Nessa transformação toda a Isa acaba fazendo uma burrada atrás da outra. Ainda mais agora que o seu melhor amigo e companheiro, Pedro, está fazendo um intercâmbio. E sua melhor amiga, Amanda, está namorando e com pouco tempo para a amiga. Então ela resolve seguir a vida assim mesmo e acaba se deparando com o primo gostosão que quer apenas usá-la; o Evandro da balada; a pseudoamiga-da-balada que pega o ex (Gustavo) na frente dela; a decepção com um ex ficante. É muita coisa para uma pessoa só. Será que ela se revolve?

Minha opinião: Eu amei o livro! Ele veio em boa hora, estava precisando me desapegar, kkk. O livro tem uma linguagem bem coloquial, leve e descontraída. Quando começa a ler não quer mais parar. Fora a capa que é lindíssima. E é perfeito para quem está passando pelo término de um namoro, ou até mesmo algum problemas com amizades. Indico e re-indico.


Eu espero muito que vocês tenham gostado, e que tenham se interessado pelo livro. Qualquer coisa é só deixar seu comentário logo abaixo. Um big beijo e até a próxima. :*
Share on FacebookPin on PinterestShare on Google+Tweet about this on Twitter